terça-feira, 21 de novembro de 2017

Palmela distinguida pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis


Palmela está entre os 61 municípios portugueses distinguidos este ano com a Bandeira Verde do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis pelas práticas amigas das famílias.
A distinção visa premiar as autarquias mais familiarmente responsáveis que, através das suas políticas de apoio às famílias, munícipes e trabalhadores municipais, se destacam por mais e melhores práticas adotadas.
A adesão ao Observatório constitui, por outro lado, um compromisso para a construção de comunidades sustentáveis e amigas das famílias.
Aderiram a este projeto 115 dos 308 municípios portugueses, tendo sido distinguidos dois (Palmela e Montijo) no distrito de Setúbal e nove no conjunto dos 18 que integram a Área Metropolitana de Lisboa.
Palmela distingue-se pelas políticas de apoio à educação, nomeadamente, por ir além do definido legalmente na disponibilização de transportes escolares, na gratuitidade de refeições escolares às crianças cujo agregado familiar se situa no 1.º e 2.º escalão do abono de família, no apoio social e nas políticas integradoras das pessoas idosas - como é exemplo o projeto “Clique sem Idade”, o Cartão Municipal Idade Maior, os programas municipais de atividade física - e os descontos familiares na prática desportiva em equipamentos municipais, bem como no financiamento de pequenas obras de conservação e reabilitação.
No presente mandato, o Município manterá estas medidas e introduzirá novas ações que aprofundarão estas políticas de apoio às famílias.
A cerimónia de entrega das bandeiras verdes do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis decorrerá no dia 29 de Novembro, no Auditório da Fundação CEFA (Centro de Estudos e Formação Autárquica), em Coimbra.


Encontro “Mecenas de Palmela” apresenta projetos municipais para 2018



No dia 27 de novembro, segunda-feira, às 17h30, no restaurante D. Isilda, o Município de Palmela realiza o Encontro “Mecenas de Palmela”, evento anual em que a autarquia partilha com as empresas mecenas o balanço do trabalho desenvolvido durante o presente ano e dá a conhecer os principais projetos a realizar no ano seguinte.

Instituído em 2014, o Programa “Mecenas de Palmela” aposta na responsabilidade social, estabelecendo parcerias entre o Município e as empresas sediadas no concelho, com vista à sua participação ativa no desenvolvimento de ações e projetos de desenvolvimento local e regional.

Ao longo destes anos, as parcerias têm vindo a crescer e a fortalecer-se, dotando projetos e/ou equipamentos de melhores condições e de maior dimensão e viabilizando a realização de novos eventos e campanhas.

A Semana da Energia e do Ambiente, o Dia da Árvore, o Festival Queijo, Pão e Vinho, a Feira Medieval, o Festival Internacional de Gigantes, o Pinhal Novo Night Run ou o “2 (de)Mãos por Palmela” foram algumas das muitas iniciativas concretizadas em 2017, com o apoio de mais de três dezenas de mecenas e patrocinadoras/es do Programa “Mecenas de Palmela”

Tertúlia “Palavras da Nossa Terra” recorda Ruy Cinatti


Ruy Cinatti, poeta, antropólogo e agrónomo, é o homenageado na próxima sessão do projeto “Palavras na Nossa Terra”, a realizar no dia 24 de novembro, às 21h00, na Biblioteca Municipal de Pinhal Novo, com entrada livre. Nesta tertúlia poética, as/os participantes são convidadas/os a conhecer a vida e obra de um dos mais destacados escritores do Realismo, movimento literário que reproduz a ação social e política da segunda metade do século XIX.
O homenageado, Ruy Cinatti Vaz Monteiro Gomes, nasceu em 1915 em Londres, mudando-se, mais tarde, para o Ribatejo. Formado em Agronomia pela Universidade de Lisboa e em Antropologia Social e Etnográfica em Oxford, começou a publicar os primeiros versos, “Ossobó”, com 21 anos. “O Livro do Nómada Meu Amigo” tem o Prémio Antero de Quental, “Uma Sequência Timorense” é prémio Camilo Pessanha e “Sete Septetos” recebeu o Prémio Nacional de Poesia. Ruy Cinatti faleceu em Lisboa, em 1986.
Esta sessão da tertúlia “Palavras na Nossa Terra” dá continuidade ao projeto de promoção da poesia e da leitura, iniciado em 2015 pela Câmara Municipal de Palmela.

9.ª edição do Fórum Social Palmela reflete sobre descentralização de competências e inclusão social



No dia 23 de novembro entre as 9h00 e as 17h30, a Biblioteca Municipal de Palmela acolhe o 9.º Fórum Social Palmela, dedicado ao tema “Descentralização de Competências: Que oportunidades para a Inclusão Social?”.
A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Palmela e pela Rede Social Palmela, é uma oportunidade de reflexão sobre o quadro de transferência de competências para as autarquias. Este Fórum centra a discussão nas competências nas áreas da Ação Social, Saúde, Educação e Habitação, em quatro painéis.
O programa integra a participação de parceiros locais, de autarquias, da Administração Central, da Academia e entidades representantes do Setor Social e Solidário. A sessão de abertura do evento conta com as intervenções do Presidente da Câmara Municipal de Palmela, Álvaro Balseiro Amaro, do Presidente do Conselho Local de Ação Social de Palmela, Adilo Costa e da Diretora do Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal, I.P., Natividade Coelho.

Mais informações/inscrições através do telf. 212 336 606 e do e-mail clasp@cm-palmela.pt. Programa completo em www.cm-palmela.pt.

Fórum Turismo Criativo apresenta experiências e boas práticas em Palmela


O Cine-teatro S. João, em Palmela, acolhe, no dia 6 de dezembro, o  4.º Fórum Turismo, este ano, dedicado à Criatividade, e no dia 7, o evento “Criatividade à Margem”, o 1.º Encontro de Criatividade e Indústrias Criativas da Margem Sul, e o Mercado da Criatividade, um espaço para exposição, mostra, promoção e networking de ideias, marcas e projetos. 

O programa do evento – uma iniciativa da Câmara Municipal de Palmela e da Criatividade à Margem - integra apresentações, partilha de experiências, boas práticas e projetos nas áreas da criatividade, inovação, comunicação, empreendedorismo e indústrias criativas. A sessão de abertura contará com as intervenções do Presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo (a confirmar), do Presidente da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa, Vitor Costa (a confirmar) e do Presidente da Câmara Municipal de Palmela, Álvaro Amaro.



Este Fórum apresentará, entre outros, projetos como a “Cidade Criativa da Música”, “Loulé Criativo” e “Passadiços do Paiva” e contará, entre outras, com as comunicações “Serra do LouroÒcubo” por Rui Farinha e Paula Magalhães, da Câmara Municipal de Palmela, “Turismo como 2.ª Casa” por Bárbara Leão, da Biovilla, “Turismo responsável – Viagens diferentes que fazem a diferença” por Diogo Areosa, da IMpacTrip, e “Renovar a Mouraria”, por Filipa Bolotinha, da Associação Renovar a Mouraria.

A participação no Fórum Turismo é gratuita. A taxa de inscrição no Encontro “Criatividade à Margem” é de 10 euros. Mais informações e inscrições através do e-mail turismo@cm-palmela.pt  e do telef. 212 336 668.

Programa completo e ficha de inscrição disponíveis aqui.


segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Auditório Municipal de Pinhal Novo recebe “Péricles” em tragicomédia do Teatro Experimental de Mortágua



O TEM – Teatro Experimental de Mortágua apresenta, no dia 25 de novembro, às 21h30, no Auditório Municipal de Pinhal Novo, a comédia “Péricles”, numa adaptação da obra homónima de William Shakespeare, escrita em 1906. A peça do Teatro Experimental de Mortágua, promovida pelo Teatro Sem Dono, gira em torno das aventuras do príncipe Péricles enquanto procura uma rainha para se poder casar, numa mistura de drama, humor, magia e emoção, encenada pelo argentino Claudio Hochman.
«À maneira de Ulisses em Odisseia, Péricles vai de ilha em ilha, por vezes perseguido por assassinos, outras sacudidas por tempestades, outras à procura da sua filha. Nesta viagem aparecem personagens de todas as texturas. Bons, maus, submissos, dominantes, solidários, interesseiras, invejosos, benevolentes, implacáveis, espirituosos e espirituais. Um leque de cores que reflete a vida, como em todas as peças do dramaturgo inglês. Uma peça que é uma viagem. Uma viagem que é uma peça», refere a sinopse da companhia de Mortágua, do distrito de Viseu.
Os bilhetes para “Péricles”, com reservas a partir do telefone 966 856 349 ou do endereço teatrosemdono@gmail.com, têm o custo de três euros. O espetáculo, realizado no âmbito do ciclo “(A)Mostra”, que tem levado diversas peças de companhias de teatro oriundas de vários pontos do país ao Auditório Municipal de Pinhal Novo, é promovido pelo Teatro Sem Dono com os apoios do Município de Palmela, da Junta de Freguesia de Pinhal Novo e da Federação Portuguesa de Teatro.


domingo, 19 de novembro de 2017

Comemorações dos Direitos da Criança e Direitos Humanos



A Câmara Municipal de Palmela assinala, uma vez mais, o Dia Universal dos Direitos da Criança, o 28.º aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança, a 20 de novembro, e o 69.º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a 10 de dezembro, este ano com a disponibilização de materiais pedagógicos para a comunidade educativa.
O “Calendário 2018 – Direitos da Criança e Direitos Humanos” é especialmente dirigido a crianças em idade pré-escolar e 1.º ciclo do ensino básico do concelho, famílias e corpo docente, assim como, a todas as turmas dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e suas Direções de Turma.



Além de conter as datas celebradas ao longo do ano, no que respeita a dias nacionais e internacionais, esta ferramenta pedagógica permite que as/os alunas/os assinalem a respetiva data de aniversário.
O Município de Palmela disponibiliza, ainda, o dossiê “Educação em Direitos e Cidadania Democrática”, com diversas fichas de atividades, no sentido de contribuir para o trabalho do corpo docente em sala de aula e na escola.
“A nossa cidadania em sala de aula”, “Passo a Passo nos direitos…dos direitos humanos aos direitos da criança”, “O Jardim dos Direitos”, “A árvore dos Direitos Humanos” e o “Calendário 2018 – Direitos da Criança e Direitos Humanos” são alguns dos elementos que fazem parte do dossiê.







O trabalho desenvolvido com o público infanto-juvenil em torno destas temáticas insere-se numa política mais vasta de promoção da participação cidadã junto da comunidade. As atividades de participação infantil e juvenil contemplam oficinas temáticas relacionadas com os Direitos Humanos Universais, Democracia e Poder Local, junto das escolas do 1.º ciclo do ensino básico de Batudes, Palhota, Lagoa da Palha, Águas de Moura, EB de Aires e EB António Matos Fortuna, destinado a cerca de 450 crianças. De salientar, ainda, que a autarquia continua a desenvolver outros projetos no âmbito do “Eu participo”. A título de exemplo, a coluna “Eu Participo” num jornal local, onde as crianças exercem o seu direito de opinião e contribuem para o seu direito à informação sobre o que se passa no mundo. A EB 2, 3 Hermenegildo Capelo, de Palmela, envolve no seu Clube “Eu Participo” cerca de quinze crianças, onde numa cogestão com as crianças/escola/Câmara Municipal, se consolida a consciência de que a democracia e os direitos humanos começam em cada um/a com as ações que se promovem e desenvolvem.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

A Câmara Municipal de Palmela desafia empreendedores da área da Economia Social a partilhar as suas experiências



A Câmara Municipal de Palmela organiza no Espaço Cidadão, em Palmela, a 2.ª edição de 2017 da iniciativa “Um Centro Histórico de Oportunidades”.
Partilhar experiências empreendedoras de sucesso e incentivar o empreendedorismo e a dinamização do Centro Histórico de Palmela são os objetivos da iniciativa, que nesta sua segunda edição adota o tema “Economia Social”.
Este encontro contará com as participações dos projetos “a3S – Associação para o Empreendedorismo Social e Sustentabilidade do Terceiro Setor”; “Caixa de Mitos, agência para a inovação social”; “A Avó Veio Trabalhar”; “Mobilidade Verde” e ADREPES – Associação de Desenvolvimento Regional da Península de Setúbal.
O encontro decorre no dia 21 de novembro, das 14h30 às 16h30 e tem entrada gratuita, mediante a realização de inscrição através dos contactos: Gabinete de Recuperação do Centro Histórico | grch@cm-palmela.pt | telef.212 336 647 | fax 212 336 649 | centrohistorico.cm-palmela.pt.


quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Feiras do Livro de Natal no Mercado de Pinhal Novo e na Biblioteca Municipal de Palmela


A Câmara Municipal de Palmela e o Grupo Porto Editora promovem duas novas Feiras do Livro no concelho, no âmbito da quadra natalícia. Entre os dias 18 e 26, o Mercado Municipal de Pinhal Novo recebe a primeira feira que oferece uma grande variedade de títulos, todos com desconto de dez por cento sobre preço de capa. Em dezembro, entre os dias 12 e 16, é a vez da Biblioteca Municipal de Palmela acolher a iniciativa, que tem como objetivo a promoção do livro e de hábitos de leitura, em particular, junto do público mais jovem.
Mais informações através da Rede Municipal de Bibliotecas Públicas do Concelho de Palmela, com o endereço de correio eletrónico bibliotecas@cm-palmela.pt.

Município de Palmela comemora Dia da Floresta Autóctone


Plantação de árvores, uma visita à Horta Comunitária de Quinta do Anjo e uma caminhada assinalam, em Palmela, o Dia da Floresta Autóctone, que se comemora no próximo dia 23 de novembro. O programa comemorativo do Dia da Floresta Autóctone, organizada pela Câmara Municipal de Palmela, decorre entre os dias 20 e 26, com um conjunto de atividades direcionadas tanto para a comunidade educativa como para a população em geral.
No dia 23, às 09h30, serão plantadas cinco amendoeiras na encosta do Largo de São João, em Palmela, com o envolvimento de uma turma da Escola Básica Joaquim José de Carvalho. Seis dias depois, a 29, também às 09h30, a ação repete-se com plantação de cerca de 25 árvores, entre freixos, sobreiros e alfarrobeiras, na ciclovia de Pinhal Novo (setor entre a Rua Luís de Camões e Avenida Capitães de Abril), pelas/os alunas/os da Escola Básica António Santos Jorge. Para o dia 25, está reservada uma visita à Horta Comunitária de Quinta do Anjo, com a presença de formador e das/os participantes do projeto municipal “Hortas Comunitárias no Concelho de Palmela”.
Destaque, ainda, para uma caminhada de sensibilização para a importância das aves na proteção da floresta autóctone, no dia 26, às 09h00, com cerca de onze quilómetros, num percurso pela Serra do Louro, na Arrábida, candidata a Reserva da Biosfera da Unesco. As inscrições para o passeio, dinamizado no âmbito do programa “Mexa-se em Palmela”, estão a decorrer até dia 24 e devem ser feitas através da Divisão de Desporto, com o contacto telefónico 212 336 636 ou o endereço desporto@cm-palmela.pt. Antes da caminhada, as/os participantes têm ao dispor um kit para montagem de um abrigo para aves para colocar durante o percurso.
Além destas iniciativas, o Município associa-se à 8.ª edição da Semana da Reflorestação Nacional, do Movimento Plantar Portugal (www.plantarportugal.org), que apela à reflorestação do país e à defesa e promoção das espécies autóctones.
A floresta ocupa uma larga percentagem do nosso território, sendo um importante recurso económico e ambiental.